Autor Tópico: Vocabulário  (Lida 1271 vezes)

CryptoEscudo

  • Administrator
  • Jr. Member
  • *****
  • Mensagens: 73
  • Karma: +14/-0
Vocabulário
« em: Agosto 20, 2014, 05:40:22 pm »
Uma lista, com alguns termos que não serão de perceção imediata, para quem ainda não conhece o conceito de cryptomoeda - porque o CryptoEscudo quer ser usado e conhecido de todos.



CADEIA DE BLOCOS
É a lista de todos os blocos minerados desde o início da rede CryptoEscudo a 25 de março de 2014.
Cada um desses blocos, constitui um registo público mas anónimo, com as diversas transações que foram efetuadas na rede desde a criação do bloco anterior.
As transações entre dois endereços CryptoEscudo, ficam criptograficamente registadas na cadeia de blocos com os devidos endereços de saída e chegada das moedas, assim como o montante envolvido.
Nenhuns dados pessoais são partilhados na cadeia de blocos.


CARTEIRA
A carteira CryptoEscudo, gere o seu saldo de moedas e permite-lhe efetuar pagamentos.
De um modo muito básico e simplista, pode dizer-se que a carteira serve para guardar os CryptoEscudos, mas na realidade, o que é guardado e automaticamente gerido na carteira, são as chaves privadas que dão acesso ao uso dos respetivos CryptoEscudos. Caso se percam as chaves priadas, perde-se o acesso às moedas.


CESC
Sigla de CryptoEscudo.


CHAVE PRIVADA
É a chave privada que lhe permite controlar e usar os CryptoEscudos num endereço.
Forma um par e funciona em conjunto com o respetivo endereço CryptoEscudo, representando a parte privada desse endereço. Está criptograficamente associada ao endereço, que é gerado a partir dela. A gestão e uso das chaves privadas dos seus endereços CryptoEscudo, é feita internamente pela sua carteira, sendo guardadas no ficheiro wallet.dat.
É fundamental que mantenha sempre as suas chaves privadas em segurança.


CONFIRMAÇÃO
O ato de incluir uma transação de CryptoEscudos num bloco, de modo a cimentar a sua validade.
De cada vez que um novo bloco é acrescentado à cadeia, dado que os blocos estão sequencialmente encadeados, a validade da transação fica mais reforçada. A confirmação de uma transação significa que esta foi processada e validada pela rede. Em média, são necessários 2 minutos para efetuar uma confirmação da transação na rede CryptoEscudo.


DIFICULDADE
É um processo de ajuste automático da rede, para que o intervalo médio de tempo entre a geração de blocos se mantenha constante. É representada por um número, que simboliza o nível de dificuldade para encontrar a solução para um novo bloco de moedas. Está relacionada com a quantidade de mineradores ligados na rede e a sua capacidade de cálculo criptográfico. Quantos mais mineradores e capacidade de cálculo estiverem envolvidos a criar moeda, maior é a dificuldade de o conseguir.


ENDEREÇO
É a representação da chave pública onde se recebe os CryptoEscudos, sendo formado por uma sequência de 34 caracteres, que começa com a letra C.
O endereço está criptograficamente ligado a uma chave privada, a partir da qual ele é gerado. É essa chave privada (gerida pela sua carteira CryptoEscudo) que permite o envio dos CryptoEscudos do endereço. Assim, tornar público o endereço CryptoEscudo, é completamente seguro. Só lhe poderão enviar para lá moedas. Ninguém poderá usar os CryptoEscudos do seu endereço sem ter acesso à respetiva chave privada.


GERADOR DE ENDEREÇOS
É um complemento à carteira CryptoEscudo, que foi concebido e é mantido pela equipa base do CryptoEscudo e que disponibiliza formas adicionais de criar e gerir endereços CryptoEscudo.
Permite-lhe, por exemplo:
- Imprimir uma 'paper wallet' onde pode guardar CryptoEscudos, ou enviar como oferta.
- Criar automaticamente um lote de par de chaves (pública e privada) - a carteira só lhe permite criar um endereço de cada vez.
- Criar um endereço CryptoEscudo memorizável - por outras palavras, significa que pode gerar (e posteriormente usar) um endereço CryptoEscudo a partir de uma password por si escolhida.


MINERAÇÃO
A mineração de CryptoEscudo é o processo através do qual são geradas novas moedas, usando o poder de cálculo informático aplicado à criptografia para resolver cálculos complexos. A mineração também é reponsável pela confirmação das transações na rede ao incluí-las no bloco que é criado.
Como recompensa pelo trabalho, os mineradores recebem os CryptoEscudos criados, sendo estes repartidos entre eles, de acordo com a capacidade de processamento que cada um colocou à disposição da rede. Teoricamente, qualquer pessoa pode minerar CryptoEscudos, usando o poder de cálculo do seu computador e software especializado para o efeito - disponível no nosso pacote de mineração - mas à medida que a dificuldade aumenta, vai diminuindo o o número de moedas que cada um consegue encontrar com o seu computador caseiro, sendo necessário hardware mais específico para a tarefa de mineração.


REDE P2P
P2P ou Peer to Peer é uma rede descentralizada, em que a comunicação e a troca de dados se fazem diretamente entre as partes sem necessidade de recorrer a um nó centralizador.
Cada elemento da rede é um nó auto-suficiente, capaz de funcionar simultaneamente, quer como cliente (quando faz pedidos a outro nó) quer como servidor (quando responde a outros nós da rede).


PRÉ MINERADO
Percentagem de moedas que foi criada antes do lançamento público da rede e que portanto não fazem parte do total de moedas disponíveis para mineração.
Os 45% de moedas pré mineradas do CryptoEscudo têm 3 finalidades diferentes e os seus endereços podem ser consultados publicamente, estando listados no site oficial do CryptoEscudo.
« Última modificação: Novembro 22, 2015, 10:53:08 pm por CryptoEscudo »
http://www.cryptoescudo.pt - CryptoEscudo, moeda digital criptográfica - uma nova forma de pagamento.
http://www.cryptoescudo.net